CAMARA DOS DEPUTADOS – Ministra Cida Gonçalves participará de audiência pública na Câmara dos Deputados para esclarecer políticas voltadas para mulheres e o Programa Brasil sem Misoginia.

A Ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, está programada para comparecer a uma audiência pública na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados na próxima quarta-feira (13) às 14 horas no plenário 14. A ministra foi convidada a pedido das deputadas Julia Zanatta (PL-SC), Franciane Bayer (Republicanos-RS), Ana Pimentel (PT-MG) e Laura Carneiro (PSD-RJ).

O principal objetivo da audiência é esclarecer qual é o foco das políticas públicas do Ministério das Mulheres. A deputada Julia Zanatta busca respostas sobre o financiamento de políticas voltadas para indivíduos do sexo masculino. Segundo ela, inúmeras mulheres solicitaram informações através da Lei de Acesso a Informação (LAI) e até o momento o ministério não forneceu uma resposta satisfatória. Zanatta argumenta que a definição dos sujeitos das políticas públicas é crucial para a atuação governamental e critica a ideia de que homens reivindiquem espaços e lutas das mulheres.

Além disso, a ministra deverá abordar o lançamento do Programa Brasil sem Misoginia, o qual foi lançado em outubro com o objetivo de enfrentar o discurso de ódio, a violência e a discriminação contra as mulheres.

Durante a audiência, espera-se que a ministra Cida Gonçalves apresente argumentos consistentes para esclarecer as dúvidas das deputadas e abordar as preocupações levantadas sobre o direcionamento e impacto das políticas públicas em questões de gênero.

Os debates sobre este tema são fundamentais para garantir a transparência e eficácia das ações do Ministério das Mulheres, bem como para assegurar que as políticas públicas estejam alinhadas com as reais necessidades e demandas das mulheres brasileiras. A audiência será um importante espaço para o diálogo e a construção de soluções que promovam a igualdade de gênero e o combate à discriminação e violência contra as mulheres.

Jornal Rede Repórter - Click e confira!




Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo